Buscar
  • Pedro Stein

Qual política eu acredito

Atualizado: 24 de Nov de 2020

Uma política da esperança, que devolva a esperança às pessoas – uma política de promoção da esperança.


Percebo que todos estamos desacreditados com a política, onde o medo e a incerteza de dias melhores não se mostram tão claros.


Mas como, em meio a um cenário político tão maculado por atitudes individualistas, mostrar novos caminhos? Importante lembrar que há muitos políticos comprometidos com a sociedade - NÃO, não são todos CORRUPTOS!


Como cidadãos - precisamos estar preocupados em sermos líderes capazes de minimizar as dores, conflitos e falta de perspectiva das pessoas:

São tantas as dores, desesperanças e conflitos que fazem com que a política esteja assim. Na minha opinião, a pior dor e que resulta em tantas outras "dores" é a de ter políticos que discutem (brigam) por questões de interesse próprios, quando a política precisa ter políticos que possuem olhar para todos.

Políticos DESINTERESSADOS e ENFRAQUECIDOS por políticas de interesses próprios que deixam A CIDADE e as PESSOAS sofrendo mazelas quase que irreversíveis.

Falo de novo: NÃO ESTOU GENERALIZANDO - há políticos que já trabalham para o bem da sociedade - mas são poucos e muitas vezes, o que já escrevi, enfraquecidos pelos mais fortes e nem sempre melhores políticos.

PROMOVER A ESPERANÇA é trazer de volta o que te faz sonhar e não te roubar esse sonho. É fazer com que você possa deixar seu filho na creche e ir trabalhar com tranquilidade. É você sair de casa e ter acesso a um sistema de transporte digno. É você ter acesso a um sistema de saúde capaz de ser resolutivo com eficiência e eficácia. É você ter suas necessidades atendidas no seu bairro sem precisar se deslocar para outros bairros ou cidades. É você caminhar pelas ruas da sua cidade e ter orgulho de morar aí e a certeza de que será também aqui que você vai criar e educar seus filhos.

A busca com a devida atenção por tudo o que envolve a tua dignidade. ISSO É POLÍTICA!
0 visualização0 comentário

© 2020 por PEDRO STEIN sobre PENSAR POLÍTICA